Ir para conteúdo

Alfa Romeo GTV

Alfa Romeo

Quantas coisas na vida nós fazemos com paixão? Coisas do tipo que devem ser feitas com gosto, vontade e que alegram a alma? Pense bem. Um antigo folheto do De Tomaso Pantera respondia à minha pergunta do começo do parágrafo. Mas a empresa não seria a única a utilizar esse artifício que move corpos e mentes em direção a um intento comum.

GTV

1972

Cuore

Tradição

Esportividade

VÍDEO

O que diferencia os carros italianos de qualquer outro, aliás, é exatamente esse ingrediente subjetivo, plantado desde a infância e que cresce com o passar dos anos. Os cientistas ainda não descobriram sua origem, mas sabem que faz os dias passarem mais rápido e pode ser ou não hereditário.

Já tive a oportunidade de andar e fotografar vários modelos da Alfa Romeo. A marca do quadrifólio tem um carisma em suas linhas e paixão – de novo ela – em suas formas. O belo exemplar ano 1972 pertence ao colecionador João Ademir Pinto há dez anos e se destaca pela originalidade e conservação impecável.

A história da aquisição merece ser contada. “Isso aconteceu em 2000. O proprietário anterior, um italiano autêntico, me disse que avistou esse carro dentro de uma loja, deu ré e avisou o filho para comprá-lo. Segundo ele, um carro desses não mereceria ficar daquela forma, na vitrine”, conta. Depois disso cuidou da macchina durante doze anos.

“Era negócio pra fechar. Mas tivemos que erguê-lo em toda a mecânica e sua aparência estava muito apagada”, salienta. “Foi efetuada uma pintura externa total e em seu interior mantida a originalidade: carpete, bancos, painel, laterais de portas. Total de um ano, em que tudo foi feito”, complementa.

Ao dar a partida o ronco fantástico tomou conta do ambiente. Aliás, duas coisas que toda Alfa tem em comum: o som dos cilindros em funcionamento e o aroma do estofamento. Você realmente reconhece um deles com isso. A mecânica – com carburadores Solex – recebeu um pequeno upgrade com a instalação da bomba elétrica, relé de partida e partida eletrônica.

Cuidados especiais? “Gasolina Podium, chuva nem pensar e, além disso, é impermeabilizado com lustra móveis, inclusive no cofre do motor, e com polímeros que ainda não temos no país”, enfatiza.

Antes de ir embora, as últimas palavras ditas pelo João sintetizam tudo aquilo que escrevi no começo do texto. “A família achava que estava comprando mais uma “dor de cabeça”, mas o instinto é Alfa Romeo”. Até a próxima semana!

Garagem do Bellote Ver tudo

Renato Bellote, 41, é jornalista automotivo em São Paulo e colunista do portal IG. Nesse canal traz avaliações a bordo de clássicos, superesportivos, picapes e modelos atuais do mercado.

Garagem do Bellote TV: paixão por carros!

Imagens protegidas pela Lei de Direitos Autorais (Nº 9610/98)

4 comentários em “Alfa Romeo GTV Deixe um comentário

  1. Belotte, realmente os carros italianos são especiais, tem algo mais que os outros não tem.Não é a toa que o italiano se refere aos automoveis no feminino: \”La macchina\”…E essa Alfa é bem um exemplo disso.Tem uma alma especial, muita sensibilidade e um toque de forte esportividade. Lindo carro.Romeu.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: