Ir para conteúdo

LTD se consagrou como a primeira versão de luxo do Galaxie

Quando falamos em Ford Galaxie a primeira ideia que vem à mente é a palavra conforto. E não é pra menos. A suspensão com molas helicoidais fez história na indústria brasileira e qualquer pessoa que já tenha andado em um deles sabe exatamente sobre o que estou falando.

O Galaxie, vale destacar, foi o primeiro carro de passeio produzido pela Ford no Brasil, em 1967. E não é exagero dizer que a marca entrou com o pé direito no segmento. Antes dele vieram o caminhão F600 e a picape F1, dois ícones do trabalho pesado e que também têm sua importância na trajetória da empresa por aqui.

O primeiro Salão do Automóvel, realizado no Parque do Ibirapuera naquele ano, recebeu os visitantes com essa grande novidade, literalmente falando. Mais de cinco metros de comprimento por pouco mais de dois de largura faziam – e ainda fazem – o modelo ser referência de mercado e nostalgia daquele período.

O LTD chegou dois anos mais tarde para quem buscava ainda mais exclusividade, luxo e conforto. Um de seus diferenciais podia ser visto logo de cara: o teto de vinil. Além disso trazia ar-condicionado e também a opção da transmissão automática, algo bastante raro em modelos nacionais.

Sob o capô tínhamos outro item diferente do Galaxie “comum”.  O motor de 272 pol³ dava lugar a um de 292 pol³, 4,8 litros e bem-vindos 190 cavalos. Vale lembrar que mesmo com o famoso bloco de 302 pol³ o carro nunca teve desempenho acima da média, por conta do peso.

Guiar o LTD é algo singular. A maciez da suspensão, à qual já me referi, realmente é um dos grandes predicados. Conforto, elegância e, nesse caso, temperatura extremamente agradável por conta do ar-condicionado ligado. Combinação perfeita com o câmbio manual de três velocidades.

O ano de 1971 marcaria a chegada do Landau e uma nova fase de luxo para a história do Galaxie. Seu reinado terminou em 1983, com a versão à álcool, mas seu legado continua até os dias de hoje com centenas de fãs espalhados pelo país. Quem foi rei, como diz o ditado, nunca perde a majestade.

Garagem do Bellote Ver tudo

Renato Bellote, 41, é jornalista automotivo em São Paulo e colunista do portal IG. Nesse canal traz avaliações a bordo de clássicos, superesportivos, picapes e modelos atuais do mercado.

Garagem do Bellote TV: paixão por carros!

Imagens protegidas pela Lei de Direitos Autorais (Nº 9610/98)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: