Ir para conteúdo

Lamborghini Diablo: réplica feita no Brasil impressiona pelos detalhes

Lamborghini Diablo

Do outro lado da rua avistei uma silhueta conhecida. As lanternas traseiras denunciavam algo diferente do convencional. Por fim, a cor amarela da carroceria deixava claro que dentro da pequena garagem estava estacionada uma máquina singular.

Uma réplica bem feita

VÍDEO

A primeira impressão é de surpresa. Aliás, até quem passa na rua vira a cabeça duas vezes para ver se realmente não está enganado. As medidas são exatas. Os detalhes idênticos. Frente a frente com o Diablo feito pela Scuderia Marinelli, fica difícil distinguir o que é real e o que foi fruto do trabalho do criador Marcelo Marinelli.

Abri a porta estilo tesoura – com encaixe perfeito, diga-se de passagem – e dei uma olhada rápida no interior. “Ela tem acabamento em fibra de carbono, ar- condicionado digital, trio elétrico e alarme”, diz. “Os bancos-concha também são elétricos e as rodas deste exemplar as originais do modelo”, ressalta.

“Ele utiliza um chassi tubular projetado para até 700 cv (pode ser usado até um V12). A suspensão é independente nas quatro rodas, com bandejas em triângulo, sendo a traseira triângulo duplo, e carroceria em fibra de vidro. O projeto todo foi desenvolvido para ser um veículo de alta performance, um verdadeiro bólido de corrida”, finaliza.

Saímos para um passeio. O leitor já pode imaginar a sensação que este carro provoca nas ruas. Tem gente que olha uma, duas, três vezes e ainda esfrega os olhos. Algo curioso de observar. A posição de dirigir é baixa, as marchas são passadas na grelha e a visibilidade se limita aos espelhos retrovisores.

E o pessoal deve estar se perguntando: que motor ela usa? Nesse caso, como foi a primeira unidade construída, Marcelo optou pelo V6 da Chevrolet. Nada muito relevante. “Mesmo assim, o propulsor está forjado para receber uma turbina”, enfatiza. O segundo exemplar, ainda em fase de acabamento, recebeu um V8 doado por um Corvette. Nada mal.

Mas a idéia da Scuderia Marinelli vai além. Um novo projeto está sendo desenvolvido na oficina e promete surpreender o mercado de superesportivos. O Revelation S está em gestação e algumas fotos podem ser vistas aqui. Vou acompanhar de perto a partir de agora.

Garagem do Bellote Ver tudo

Renato Bellote, 41, é jornalista automotivo em São Paulo e colunista do portal IG. Nesse canal traz avaliações a bordo de clássicos, superesportivos, picapes e modelos atuais do mercado.

Garagem do Bellote TV: paixão por carros!

Imagens protegidas pela Lei de Direitos Autorais (Nº 9610/98)

25 comentários em “Lamborghini Diablo: réplica feita no Brasil impressiona pelos detalhes Deixe um comentário

  1. De Arrepiar! Réplica de cair o queixo. Se o próprio Ferruccio Lamborghini visse esta réplica parada não duvidaria tratar-se de uma verdadeira Lambo, e se descobrisse que era uma réplica ficaria satisfeito e faria um sinal de positivo. Bela descoberta Bellote, e parabéns a Scuderia Marinelli por ter concebido esta obra prima, perfeita, bem acabada sem contar os belos interior com detalhes em fibra de carbono, e mais uma vez você Bellote acertou no cliques estão fantásticos, e o vídeo nem se fala!Continue com esta qualidade e este olhar clínico.abs.ALYSSON PRADO \”BALO\”

    Curtir

  2. Nota-se que no exterior e interior a réplica é excelente, mas a motorização utilizada deixa muito à desejar: o V6 demonstra um ronco medíocre e claramente se nota que o desempenho dele não condiz com o que a réplica pode oferecer (para uma carroceria tão bela e um chassi destes, no mínimo um V8 !)Acredito que a réplica que utiliza o V8 do Corvette possa sim ser chamada de uma verdadeira Réplica de um Lamborghini.

    Curtir

  3. Realmente o som da máquina denuncia a réplica.O que eu não entendo, por que fazer uma réplica de um automóvel ainda existente? Com essa capacidade toda exibida na réplica, muito fiel e com detalhes impressionantes, por que não fabricou um veículo próprio, mostrando a capacidade do brasileiro em construir carros? Falta de um projeto? Não creio, quem tem capacidade para copiar, tem a mesma para projetar. Desenvolvimento de projeto, tanto na réplica como em um projeto novo, seria quase a mesma, a não ser que a Scuderia Marinelli tenha conseguido o próprio projeto do Diablo.A opção da réplica pode ser para ter um caminho aberto e mais curto às vendas, mas logo a Lamborghini irá espernear. Acho um desperdício de talento.

    Curtir

  4. Olha, eu sou suspeito para falar, pois nunca fui muito fan de replicas. até para começar a aceitar melhor os chamonix tive que os encarar com uma identidade diferenciada. Para mim, são carros chamonix, e não porsche, somente inspirando-se no design destes. Neste caso, eu não pude negar que me senti atraido pelo carro, mas não pelo fato de ser uma réplica, mas sim pelo design do diablo em sí que é muito atraente. No geral, não compraria o carro, mesmo.Vamos esperar pra ver o novo supercarro que citaste. Quem tem o know-how para desenvolver uma réplica assim deveria o utilizar em verdade para criar um carro com identidade própria. Para mim, um carro não é nada sem uma identidade sua.

    Curtir

  5. Quando bati os olhos nas fotos do carro quase do um salto da cadeira, mas depois verifiquei o título (réplica), e desanimei. Nunca fui muito fan de replicas, até mesmo os chamonix, so passei a os aceitar melhor depois que os verifiquei com uma certa \”identidade própria\”. São hoje carros esportivos, inspirados no design porche, mas até superiores aos porsches originais, de certa forma, pelo fato de serem mecanicamente mais modernos. No caso deste carro, eu axo que o design lamborghini precisa ser respeitado, não merece ser copiado. Este carro não possui uma identidade própria, e ainda mais equipado com um v6…quem tem o know how pra desenvolver uma réplica destas, deveria pensar em desenvolver um esportivo novo, ainda que inspirado no design de outros carros. No que diz respeito ao seu trabalho, as fotos estão simplesmente excelentes. Você sabe o que faz.

    Curtir

  6. Cacete, como tem gente chata aqui comentando!!!!O cara tem um puta trabalho pra fazer uma replica perfeita, e um bando de invejosos ficam dizendo \”ah, mas eu não gosto de replica\”, ou \”nao gosto de chamonix\”, ou \”com um motor V6 não pode ser chamado de replica\”… Bando de invejosos, garanto que a maioria está com dor de cotovelo, enquanto anda de Corcel II ou de onibus mesmo pela cidade.Fora a falta de capacidade e dinheiro de arriscar a fazer um trabalho igual. DUVIDO que esses que se acham seres superiores não gostariam de ter uma dessas na garagem.Quanto ao carro, trabalho perfeito, nota 10, muito bonito mesmo. Apesar do barulho do motor não ser o mesmo que de um Lamborguini, o IPVA também não é o mesmo, certo? rsrsrsrsAbraços!

    Curtir

  7. PQ TODO HOMEM QUER TER UM SUPER ESPORTIVO COMO ESSE???P IMPRESSIONAR A MULHERADA!!!!!!!!E uma replica perfeita como essa da conta mto bem do recado!!mesmo que eu ganhasse na mega sena eu não compraria uma lambo original, primeiro que daria no minimo 1 milhão de imposto p governo gastar na suas farras, segundo que um carro original é mto mais dor de cabeça, c relação a assalto, batida, seguro,manutenção, tudo é mto mais caro. E posso dizer que são pouquissimo Brasileiros que ja viram uma lambo diablo original, então pouquissimos saberiam distinguir a replica da original. O som do V6 não esta ruim e da p enganar sim, se colocar um turbo então ai fica melhor ainda. P um carro que vc vai rodar só no fds o melhor é uma réplica assim mesmo, mesmo pq vc pagar 1,5 milhões p comprar uma original p rodar só fds é burrice pura!! E quem compra uma replica assim ta c $$ tbem, pq por menos de 150k vc não compra, e 150k é dinheiro!!

    Curtir

  8. Alguém sabe falar exatamente como é que se registra esse carro no Brasil? Ou qual lei se enquadra as réplicas. Quero ler pessoalmente, pois quero arrumar uma réplica de ferrari ou lamborghini, mas tenho medo, até porque se eu for gastar em algo que não vou poder andar na rua nem rola. E aí alguém se candidata a me dizer onde está isso?

    Curtir

  9. lembra dos antigos bugres ou triciclo simplesmente é veiculo modificado \”transformado\” vc tem q ir no imetro para avaliar o veiculo depois de montado tipo triciclo se for apto passa a ser fusca modificado \”triciclo\” ou qualquer q seja o antigo chassi entendeu! isso leva tempo dudas e de preferencia um bom despachante apesar q no rio de janeiro nao esta fazendo tal coisa de transformação! espero ter ajudado um abraço!

    Curtir

  10. voltei pq falei de doc. e esqueci de falar do clone do camarada pq isso e um clone em faze de acabamento! show de bola é um sonho para todos que estiverem lendo tenho certeza queria eu poder e ter talento e disposição financeira para tentar fazer um! parabens!ass… Anderson-skyC.D.M FIVETECH

    Curtir

  11. Siceramente eu ja vi essa réplica algumas vezes rodando e até parada na frente da minha casa,e dando uma olhada quem conhece de carros esportivos ,consegue perceber se tratar de uma réplica.É um belo carro mas não me impressiona tanto quanto as produzidas pela empresa super réplicas,tamanha perfeição que enganaria até um profundo conhecedor…Abraços ,belo blog!

    Curtir

  12. MEU AMIGO QUE REPLICA PERFEITA, ACHEI O MAXIMO , NAO ME IMPORTO SE E UM V6 OU V12, O QUE IMPORTA SAO OS DETALHES, PORRA CARA E UMA OBRA DE ARTE, E TE DIGO MAIS EU QUERO UMA PRA MIM…ONDE CONSIGO COMPRAR UMA,E QUANTO VAI ME CUSTAR, NAO LIGO PARA O MOTOR, PODE SER UM V6 MESMO, ME MANDE AS INFORMAÇOES AGUARDO ANSIOSO:ALDOALVES1976@HOTMAIL.COM

    Curtir

  13. cara, como pode ser perfeito desse geito, eu com em desses tava feliz da vida, se, contar que não bebe que nem a original que faz 2 km por litro. parabens vc é um genio.

    Curtir

  14. Os carros sa superreplicas sao perfeitos mesmo, pois trata-se de crros originais e a empresa superreplicas virou famosa por ser uma fraude. Roubam o dinheiro e nao emviam nada.Referente a essa replica posso dizer que è muito bonita nas fotos, mas realmente o que decepciona è o motor. Um carro desse tipo tem que ser um prazer de conduzir, nao somente um prazer de ver e mostrar.

    Curtir

  15. A super replica é uma farsa, é controlada por americanos, mas fica no Panamá para se desviar de processos. O Murcielago SV que mostraram como produto da empresa na verdade é um modelo original da MC&A Customs e modificado pelos mesmos, e foi no Panama para uma exposição de carros e logo depois vendida para um nova-iorquino. Inclusive o carro saiu na revista Rides, uma das mais famosas dos EUA. Assim como o lamborghini, todos os outros são originais, mas eles tentam vender a imagem de que são réplicas. O comprador paga, mas não recebe o produto.Fazer uma réplica desse modelo é perfeitamente compreensível e tem mercado, há pouquissímas unidades desse carro no Brasil, e é raro ve-los à venda. É um dos modelos mais tradicionais da marca. Além do mais, vai demorar muito tempo até ser permitido a importação, e hoje, o modelo já apresenta uma valorização no mercado global de supercarros, imagine daqui há 15-20anos.Pelo que eu entendi, foi construído um chassi próprio para o carro, nesse caso ele é registrado como protótipo. Quando a replica é feita em cima do chassi de outro carro, ele fica registrado como se fosse tal carro, mas com a oficialização de que foi modificado. Mas não sei quanto ficaria o IPVA do protótipo, nem o método de cálculo, mas tenho certeza que é bem baixo.Me preocupo com o fato de ser feito com fibra de vidro e o motor não condizer com o original, mas se eu exprimentasse e me garantissem ser 100% seguro, eu compraria um. Por favor sejam educados, podem criticar, mas não desvalorize o trabalho do cara, pois o carro está lindo e tem mercado.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: