Ir para conteúdo

Ford Thunderbird 1955

Ford Thunderbird

Antes de sair de casa naquela manhã procurei por um CD especial. Após algum tempo encontrei-o na parte de baixo da estante. A capa trazia uma de minhas duplas preferidas e que fez muito sucesso nos anos 50: Santo & Johnny. Coloquei no rádio do carro e cheguei à minha escolhida: Sleep Walk.

1955

Clássico

V8

Rabo-de-peixe

Chaveiro

Rádio de época

VÍDEO

http://videos.streetfire.net/vidiac.swf

Segui pelas ruas em direção ao Pacaembu para fotografar um clássico dessa época. Em 1953 o Corvette foi lançado, mas as vendas não emplacaram como a GM gostaria. No ano seguinte a Ford deu sua resposta, colocando no mercado um dos modelos que se tornaria símbolo de uma época e embalaria sonhos por mais de cinqüenta anos: o Thunderbird.

De longe avistei o exemplar vermelho – torch red- ano 1955. Seus cromados brilhavam enquanto ele descia a rua. Cumprimentei o dono da máquina e fiquei alguns breves segundos admirando suas linhas esportivas e cheias de estilo. E pensar que esse carro estava rodando nos Estados Unidos até o ano passado, no estado de Illinois. Incrível!

Algumas características do modelo impressionam. O motor 289 V8, por exemplo, parece intocado pelo tempo. Ele traz ainda manual, chave reserva, pneus radiais faixa branca, suspensão traseira a ar regulável, volante com regulagem de distância e duas capotas. Nada como o american way of life.

Observe que as chaves trazem o logotipo do modelo. O rádio original também chama a atenção. Portanto, é só pegar a garota com saia rodada e entrar no clima. Aliás, quem sabe se procurar pelo rádio eu encontro alguma estação perdida no tempo….

Garagem do Bellote Ver tudo

O maior e mais antigo canal de carros clássicos do Brasil.
Renato Bellote, 42, é jornalista automotivo em São Paulo e colunista dos portais IG, iCarros e Carsughi. Nesse canal traz avaliações a bordo de clássicos, superesportivos, picapes e modelos atuais do mercado.

Garagem do Bellote TV: paixão por carros!

Imagens protegidas pela Lei de Direitos Autorais (Nº 9610/98)

13 comentários em “Ford Thunderbird 1955 Deixe um comentário

  1. Post de parar nos tempos dos 'ANOS DOURADOS', Belíssimo T-Bird Bellotte, e texto muito bem boldado,tanto que para lê-lo, precisei tocar por aqui Return to Sender do Elvis, mesmo esta música sendo de 1962 posterior ao lançamento desse modelo mas reflete a juventude americana da época, porque um post como esse merece uma trilha seguindo seguindo o figurino, tal qual vc mesmo fez quando foi tirar as belas fotos, ou seriam ícones do ícone? Para ilustrá-lo!Parabéns pela qualidade, que já é uma constante por aqui, do texto e das fantásticas imagens.Abs.

    Curtir

  2. Caro Renato,Mais um belo achado para seu BLOG.Um carro em excelente estado, para mim falta o Kit-Continental que era a marca registrada deste modelo. Mas isto é questão de gosto e este carro pode até ter este kit guardado em algum canto da garagem.Obrigado por mais esta obra prima de reportagem e fotos.Um abraçoAlexander

    Curtir

  3. Tenho uma miniatura deste carro, nesta cor mas com capota de lona branca.Pra mim é o carro esporte por excelência.Tudo que veio depois foi para tentar superá-lo.É o carro mais rock´n´rol do mundo!

    Curtir

  4. Há uns três meses estava na oficina cuidando do amigo do dia-a-dia quando, de repente, vejo um T-Bird vermelho fazendo o cruzamento e estacionando ao lado da oficina. Desce um senhor gordo, bonachão, com suspensórios e um chapéu estilo panamenho. Ao seu lado, sua esposa, de saia branca rodada com bolinhas pretas, uma blusa vermelha combinando com os sapatos em verniz, um lenço envolvendo os cabelos por debaixo de um chapéu de abas caidas. Simplesmente memorável. Ví-me em 1955 sem nunca ter pertencido à esta época.Obrigado Bellote. Re-acendeu minhas memórias.[]'s!

    Curtir

  5. Caro RenatoEnquanto o Corvette tina jeitão \”das pistas\”, o Thunderbird de 55 é o mais \”bulevardier\” dos clássicos americanos. Tiremos o chapéu para o bravo Frank Hershey (o real inventor do rabo-de-peixe do Cadillac 49), que mesmo atrelando o design à família \”ordinária\” daquele ano conseguiu um resultado excepcional.Pena que a partir de 58 o T-Bird foi crescendo até perder o conceito inicial.Parabéns pelo texto e pelas fotos!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: